segunda-feira, 8 de setembro de 2008

Novinho e dando certo

Morar e trabalhar na Vila Olímpia se torna um desafio, depois de certo tempo, principalmente, no que diz respeito a comer. Pra sobreviver a um cenário lotado de executivos e pessoas super ocupadas que, num geral, acreditam que seu tempo é mais importante que o de qualquer outro ser, você precisa desenvolver algumas técnicas, como almoçar antes de todo mundo ou depois que o frenesi já passou, além disso, começa a fazer um mapeamento de novas possibilidades de lugares pra almoçar. É muito fácil encher o saco dos restaurantes de sempre.

Uma descoberta interessante foi o Citrino, um bistrô da rua Jesuíno que tem se mostrado interessado em ser diferente no meio de tantos buffets. Um espaço pequeno e simpático, com um teto retrátil (que faz toda a diferença em dias bonitos!) e cheio de pessoas com vontade de fazer a coisa funcionar. Atendentes prestativos e um chef tentando sair do óbvio. Maurício Azevedo comanda a cozinha do bistrô e preparou dois pratos que ganharam minha atenção: talharim de massa verde com camarões, tomates cereja ao molho de creme e o terrine de salmão servido frio com folhas verdes, tomate cereja, mussarela de búfala e um molho à base de shoyo e ostra. Simples, leves e saborosos.

Torço pela inquietação da equipe e pra que não percam sua essência. Tenho certeza que se focarem no fazer bem, vocês vão longe.

Citrino serve a la carte e fica na rua Ministro Jesuíno Cardoso, 556. Vá cedo ou lá pelas 14h. Vai evitar atrolho.










Terrine é um jeito diferente de comer salmão. Vale a pena provar!





3 comentários:

Ricardo Cohen Froes disse...

Olha so! Me amarro em salmao. Mas quero mesmo e a receita da polenta!!!! hehehhe

Bartira disse...

ai que dili!
Quero comer lá e sair do óbvio da executivada!

Henrique dias disse...

Já fui e também recomendo!! é Muuuito bom!!