quarta-feira, 17 de setembro de 2008

Robin Wood remasterizado




Um sentimento bom tomou conta de mim com a descoberta do Robin des Bois, uma dica que descobri de boca aberta, na cadeira da minha dentista, que acabou me ganhando só por introduzir esse novo lugar na minha vida. Um restaurante que eu arriscaria chamar de "a revelação dos últimos tempos". Pequeno, charmoso e autêntico (e recém nascido!), tem um cardápio conciso e muito bem executado, com pratos de origem francesa, mas que pisaram nas terras do Brasil de maneira marcante e definitiva. A idéia veio do mesmo restaurante de Nova Iorque, interpretada por brasileiros sensíveis e elegantes, que colocam bom gosto até na hora de trazer a conta - sempre com uma mensagem pessoal escrita a próprio punho, como um simples e simpático "Mercy" que, segundo Marcos (pessoa brilhante que nos atendeu), renova a mensagem a cada semana.

Tati, sócia e amiga do coração, foi a companhia ideal para saborear um medalhão ao molho de mostarda de dijon acompanhado de risoto de shitake e shimeji. Suave, saboroso e em sintonia com um ambiente aconchegante, intimista e criativo. Esse prato excelente foi seguido por créme brulée e um tiramissu reinventado, que vale muito a pena provar.

Robin des Bois fica na Capote Valente, 86. O custo benefício é inquestionável. Se eu fosse você, daria um jeito de experimentar não apenas os pratos deliciosos de lá, mas o astral das pessoas e do lugar. É bem provável que vocês me encontrem por lá.

www.robindesbois.com.br

3 comentários:

Ricardo Cohen Froes disse...

Qual bairro?

Douglas Téo disse...

Pinheiros. Fácil, fácil de achar.

Douglas Téo disse...

Fui mais umas duas vezes nesse restaurante e, de fato, ele vêm mantendo a fama do bom lugar, boa comida e do bom atendimento.
Ontem, pedi um salmão na crosta de castanhas sobre uma cama de legumes na manteiga de sálvia e molho de manga. Uma delícia. Suave, saboroso e fresco. Ótimo para quem quer encarar a noite depois de um belo jantar.
A única gafe é que nos ofereceram um creme brulé e nos cobraram depois. Já havia sido agraciado com sobremesas e entradas que estavam sendo introduzidas no cardápio (adoro ser cobaia desse tipo de coisa), porém, nunca nos haviam cobrado essas ofertas. Achei estranho, mas entendi aquilo como uma gafe fruto de alguma falha de comunicação. Continuo achando o lugar incrível, mas não me pareceu de bom tom o acontecido.